Diversidade em pauta no evento sobre Gordofobia

Anglo Leonardo da Vinci promove debates para conscientizar alunos

Diversidade esteve em pauta em dois encontros promovidos pelo Anglo Leonardo da Vinci com alunos do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio, das unidades Osasco e Granja Viana. "Vamos falar sobre Gordofobia?" conscientizou os estudantes.

E o que é afinal? A Gordofobia é o preconceito ou intolerância contra pessoas gordas. Nos espaços públicos, no trabalho e até em hospitais há relatos de humilhações contra essas pessoas. Recentemente, a mídia divulgou o caso de uma mulher que sofreu violência obstétrica por essa razão. 

Rachel Patrício, nutricionista e ativista pela causa anti-gordofobia, apresentou aos estudantes diversos outros exemplos de preconceitos ainda latentes na sociedade e reforçou que peso não define a saúde, muito menos sinaliza doenças.

“A Godofobia é o desprezo ao corpo gordo. O que eu não gosto, repulso. Ainda existe muita chacota, a falta de acessibilidade, a marginalização e a invisibilidade. É necessário descontruir a ideia de corpo ideal e respeitar o outro”, explica.

Ela ressalta a importância de se buscar hábitos saudáveis para viver bem e ter bem-estar, mas não emagrecer apenas para ser magro. “Existe uma pressão estética para que as pessoas sejam magras. A verdade é que precisamos mudar, se necessário, pela saúde e não o corpo”.

As mulheres, especialmente, precisam se livrar das amarras das prisões estéticas e da busca pela magreza. “Reconectar-se com o próprio corpo compreendendo que não há nada de errado nele”.

Segundo ela, a melhor forma de combater o preconceito é disseminar o conhecimento, construir redes de apoio e ser um apoiador da causa. Rachel também reforçou bastante a necessidade do respeito à diversidade. “Felizmente, vemos uma geração mais aberta a esse diálogo e interessada em promover a diversidade por onde passar”, finaliza.