Ensino Médio aprofunda conhecimento sobre vanguardas artísticas

Alunos aprendem Expressionismo e Cubismo na prática

 

Alunos da 2ª série do Ensino Médio, do Anglo Leonardo da Vinci, participaram de duas propostas para aprofundar o conhecimento sobre as primeiras vanguardas artísticas do século XX. Por meio de experiências, compreenderam o processo de construção da obra de arte, do sentido e do significado.

O Expressionismo foi dos temas apresentados pelo professor Claudio, de Artes. Segundo ele, é um movimento no qual os artistas expõem sua subjetividade e a expressividade do gesto.

“Por isso, propus aos alunos um autorretrato da própria sombra. Eles deveriam mostrar sua interioridade, o que fica escondido. Depois, fizeram um retrato do colega com os olhos fechados, observando apenas com o tato”, explica. Utilizaram o giz pastel oleoso nessa atividade.

A outra proposta abordou o Cubismo e os movimentos construtivos, como as vanguardas russas. A experiência durou três aulas seguidas. Teve início com desenhos de observação dos espaços da escola, depois a escolha de fragmentos desses desenhos para compor uma nova pintura. “Foi um trabalho bastante racional e construtivo. Os resultados beiram à abstração”, conta.

O professor ressalta que os trabalhos ficaram estranhos à primeira vista, como se fossem feitos por crianças. “Mas, quando se observa atentamente, percebe-se que estão cheios de sentido verdadeiro. Assim como acontece na Historia da Arte”, finaliza.