Fest Curtas 2017 traz reflexões importantes

Evento envolve 92 estudantes em 13 filmes de curta-metragem

 

Há quase 30 anos, o Anglo Leonardo da Vinci realiza o Fest Curtas, um festival competitivo de filmes de curta-metragem. O evento artístico e cultural deste ano trouxe reflexões importantes e, mais uma vez, ajudou os alunos a trabalhar a desenvoltura, a autoconfiança e a criatividade.

O Fest Curtas 2017 envolveu 92 estudantes, que mergulharam na linguagem cinematográfica e trabalharam com muito empenho em produções culturais repletas de conteúdos.

A mostra teve 13 filmes. Entre os temas abordados, estão a “desromatização da maternidade”, as pessoas importantes em nossas vidas, a fase da adolescência, os vestibulares e a cobrança excessiva em seu entorno, entre outros.

Segundo a professora Isabela Terra, uma das organizadoras, é um trabalho desenvolvido 100% por eles, desde o roteiro até a edição final. Eles criaram as cenas, sistematizaram e apresentaram.

Com isso, aprenderam a mostrar o pensamento e a opinião por meio do cinema. “Um veículo que possibilita essa livre expressão. Os alunos são pessoas criticas e capazes de se expressar através da arte", ressalta.

Para o professor Claudio Barros, também organizador do evento, é especial ver os alunos descobrindo o conhecimento, se apropriando da arte e assimilando tantas realidades.

“Esses filmes geram para todos nós muito conhecimento. É arte de boa qualidade. Os alunos descobrem como é fazer cinema e, a cada ano, isso fica mais bonito”, acrescenta.

A entrega da premiação foi toda personalizada: tapete vermelho, pipoca, refrigerante, troféus e certificados. O filme ganhador foi “Forte, mais forte, fortíssimo”.

Entrevista com o aluno Lucca Rebocho, diretor do Forte, Mais forte, Fortíssimo, eleito o melhor filme:

O que te inspirou para realizar o filme?

Lucca: O filme é, em essência, um autorretrato. Toda a ideia do tema se delineou a partir do segundo semestre de aulas, mas foi originada logo no início do ano.  A protagonista me representa: todo o stress que ela vive é metáfora do que eu e, creio que, outros alunos andam. Usando a arte cinematográfica, mostramos um pouco a angústia que todos nós vivemos.

O resultado final superou as suas expectativas?

Lucca: Sim, de fato. Tinham outros títulos com qualidade espetacular. Além disso, o filme ataca pontos sensíveis e polêmicos.

O que você mais se identificou no processo de produção do curta?

Lucca: Comigo mesmo, mas todo o processo de criação foi muito interativo: muitos dos que atuaram são tímidos e fizeram atuações sublimes. Mexer com filmagem, edição e produção também foi maravilhoso.

CLASSIFICAÇÃO FINAL

DIREÇÃO:

Forte, Mais Forte, Fortíssimo

EDIÇÃO:

Os dois lados da mesma moeda

FOTOGRAFIA (CÂMERA):

Forte, Mais Forte, Fortíssimo e  Eugênio e Raimundo

ROTEIRO:

Vida e Morte, Obra e Sorte

SOM:

Thursday, 12th

DIREÇÃO DE ARTE:

À Beira

ATUAÇÃO

Era uma Vez

ANIMAÇÃO

Eugênio e Raimundo

FILME

Forte, Mais Forte, Fortíssimo

CONFIRA OS VÍDEOS FINALISTAS AQUI